Covid-19 danos permanentes no coração e pulmões

 









Como sabem, existem centenas de notícias falsas "fake news" sobre o coronavírus, seja no Facebook ou em blogs, os próprios telejornais que tanto criticam as fake news às vezes propagam paradigmas que são errados.

As pessoas ainda pensam que o Coronavírus só ataca pessoas com maior idade ou sistema imunitário débil, isso é falso!

Temos de começar a entender uma coisa: O Coronavírus ataca qualquer um, já têm morrido crianças que eram saudáveis (sem patologias antecedentes) e atletas jovens que eram saudáveis e com estilo de vida activo.

Há vários exemplos, um ex-jogador de Básquete, Michael Ojo, dos E.U.A teve morte súbita, Eduardo Rodriguez que era jogador de Basebol nos Boston Red Sox teve uma inflamação no miocárdio.

Mais de doze atletas das principais equipas de Futebol americano tiveram lesões no miocárdio (músculo do coração).

Pessoas que tiveram covid-19 e recuperaram, pensam que ficaram salvas para o resto da vida, porém lesões no coração e pulmões surgiram mais tarde, e inclusive pessoas que nunca tiveram sintomas alguns (que pensam estar saudáveis) verificou-e mais tarde que tinham lesões no miocárdio.

Há indicações de que a inflamação no miocárdio ocorra por causa da agressiva resposta do sistema imune ao coronavírus. Não importa a idade: uma criança de 11 anos morreu de insuficiência cardíaca e miocardite após contrair Covid-19 e cientistas descobriram a proteína do vírus no músculo do coração de seis pacientes mortos por insuficiência pulmonar.

Ossama Samuel chefe de cardiologia do hospital Mount Sinai Beth Israel em Nova York, disse ao Scientific American sobre inúmeros pacientes sofrendo miocardite poucas semanas após se recuperarem da infecção por Covid-19. Um deles desenvolveu pericardite (inflamação no pericárdio, a bolsa que envolve o coração). Mais dois de seus pacientes na casa dos 40 anos estão com função cardíaca comprometida, um deles atlético, que é obrigado a usar um desfibrilador portátil constantemente conectado ao seu peito. Ele possui fibrose e cicatrizes formadas no miocárdio que podem obrigá-lo a implantar um desfibrilador permanente.

Estima-se que cerca de metade dos pacientes com miocardite desenvolvam problemas crônicos. Uma pesquisa com pacientes que se recuperaram da infecção por coronavírus mostrou que 37%  desenvolveram miocardite ou miopericardite dois meses e meio depois.

Um estudo recente em cem pacientes que já haviam se recuperado da infecção mostrou que 78% sofrem “danos cardiovasculares duradouros”, mesmo nos casos que chegaram a exibir apenas sintomas mais leves, de acordo com Elike Nagel, o autor principal do estudo.

Resumindo, quem nunca teve sintomas e pensa que está "saudável" pode ter problemas cardíacos sem saber (saberá mais tarde, infelizmente).

Quem teve covid-19 e ficou curado, nunca fica "curado" cem por cento na verdade, mais tarde poderá ter problemas seja cardíacos, pulmonares ou outro.


Fonte credível: Scientific American

Share on Google Plus

About R.O

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Publicar um comentário