Aquecimento Global torna vírus mais Resistentes

 

aquecimento global virus







Os pesquisadores relatam na ACS 'Environmental Science & Technology que o aquecimento global pode causar a evolução dos vírus, tornando-os menos susceptíveis a  desinfectantes, como o cloro.

Os enterovírus podem causar infecções tão benignas quanto um resfriado ou tão perigosas quanto a poliomielite. Encontrados nas fezes, são lançados no meio ambiente a partir de esgotos e outras fontes. A sua sobrevivência subsequente depende da sua capacidade de resistir às condições ambientais que encontram. Como se espera que a globalização e as mudanças climáticas alterem essas condições, Anna Carratalà, Tamar Kohn e colegas queriam descobrir como os vírus podem adaptar-se a essas mudanças e como isso afectaria a sua resistência à desinfecção.

A equipa criou quatro populações diferentes de um enterovírus humano incubando amostras na água do lago em frascos a 50 F ou 86 F, com ou sem luz solar simulada. Os pesquisadores então expuseram os vírus ao calor, luz solar simulada ou “pastoreio” microbiano e descobriram que os vírus adaptados à água quente eram mais resistentes à inactivação pelo calor do que os adaptados à água fria. 

Pouca ou nenhuma diferença foi observada entre as quatro cepas em termos da sua inactivação quando expostas a mais luz solar simulada ou outros micróbios. Quando transplantados para água fria, os vírus adaptados à água quente também permaneceram activos por mais tempo do que as cepas de água fria. Além disso, eles resistiram melhor à exposição ao cloro. Em suma, a adaptação às condições de calor diminuiu a susceptibilidade viral à inactivação, de modo que os vírus nos trópicos ou em regiões afectadas pelo aquecimento global podem tornar-se mais difíceis de eliminar por cloração ou aquecimento, dizem os pesquisadores. 

Também dizem que esta maior resistência pode aumentar o tempo que os vírus adaptados ao calor seriam infecciosos o suficiente para adoecer alguém que entra em contacto com água contaminada.

Referência: “Adaptation of Human Enterovirus to Warm Environment Leads to Resistance against Chlorine Disinfection” por Anna Carratalà, Virginie Bachmann, Timothy R. Julian e Tamar Kohn, 2 de setembro de 2020, Environmental Science & Technology.

Fonte: ACS Publications

Share on Google Plus

About R.O

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Publicar um comentário